Gabarito Preliminar ENEM 2017/2018 - 1º Domingo






Quem vai fazer o Enem 2018 precisa ficar de olho naquelas que podem ser, ao mesmo tempo, fortes aliadas ou as piores inimigas.

Pois é, estamos falando das regras do Enem! Elas são muitas e exigem que os candidatos as tratem com carinho e respeito, caso contrário… adeus, provas!

Como a gente tem absoluta certeza de que tudo o que você menos quer nessa vida é perder os exames por bobeira, resolvemos dar uma forcinha: uma lista com as regras mais importantes do Enem para você manter sempre no radar.
Descubra a faculdade certa pra você em 3 minutos

Ah, e aproveitando a viagem a gente ainda conta sobre os processos seletivos que você vai poder disputar com a nota do Enem e as melhores dicas de faculdade onde estudar!

As principais regras do Enem 2018


Fizemos abaixo um compilado com as principais regras do Enem 2018. Ah, e preste bastante atenção porque tem bastante regra nova.

Veja a seguir:

[Nova regra] Dias de aplicação das provas do Enem 2018


Esta é uma super novidade do Enem, implementada a partir de 2017. Ao realizar uma consulta pública, o Ministério da Educação (MEC) identificou que a maioria dos 600 mil votantes gostariam que o exame fosse feito em dois domingos seguidos. A sugestão popular acabou virando regra.

Agora as provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, em vez de acontecerem em um único fim de semana (sábado e domingo).

A ordem em que as provas serão aplicadas também mudou. Agora elas passam a ser assim:

Primeiro domingo: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias + Ciências Humanas e suas Tecnologias + Redação
Segundo domingo: Matemática e suas Tecnologias + Ciências da Natureza e suas Tecnologias

O tempo para realização dos exames continua igual. No primeiro dia as provas terão duração máxima de 5 horas e 30 minutos (uma hora a mais por causa da redação). No segundo, será de 4 horas e 30 minutos.

Os horários de aplicação continuam iguais: os portões para acesso dos alunos abrem ao meio-dia e fecham pontualmente às 13 h. As provas devem começar por volta das 13h30.

A regra aqui é cruel: quem atrasar um minuto que seja está fora dos exames.

[Nova regra] Certificação do ensino médio pelo Enem 2018


O Enem não pode mais ser usado para emitir certificado de conclusão do ensino médio. O benefício durou até 2016.

Agora, o candidato maior de 18 anos que não tenha concluído o ensino médio e quiser fazer uma prova para comprovar esse nível de escolaridade terá que recorrer ao Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja).

O Encceja é gratuito e pode ser feito em todos os estados brasileiros.

[Nova regra] Isenção do valor de inscrição do Enem 2018


A regra para obter isenção no valor da inscrição do Enem mudou. Agora não basta apenas declarar a situação financeira. Será preciso comprová-la.

A isenção da taxa de inscrição do Enem é automática para alunos de escola pública concluintes do Ensino Médio em 2018. A regra exige, no entanto, que a escola esteja cadastrada no Censo Escolar da Educação Básica.

Quem quiser pedir o benefício alegando ser membro de família de baixa renda precisará estar inscrito antecipadamente no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico – e possuir Número de Identificação Social (NIS).

É preciso acompanhar o pedido na página do participante do Enem. Caso o MEC negue o benefício, o candidato terá um prazo curto para pagar a taxa e garantir a participação nos exames.

Quem obtiver isenção e faltar às provas terá que se explicar para o MEC caso queira manter o benefício no ano seguinte. Para isso será preciso apresentar atestados médicos ou justificativas formais pela ausência.
Regras para inscrição no Enem 2018

Para garantir sua participação no Enem o candidato deve ficar atento ao período de inscrições, que deve abrir em maio de 2018.

A regra diz que para efetivar a inscrição o candidato precisa ter em mãos, obrigatoriamente, o número de CPF e um documento de identificação.

O Enem importa dados da Receita Federal, de forma que as informações colocadas no sistema precisam estar corretas.

O candidato também precisará:


Informar um endereço de e-mail individual e válido
Informar o número de telefone celular
Avisar se irá precisar de atendimento especial
Criar uma senha de acesso
Escolher a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol)
Selecionar a cidade onde quer fazer a prova

A regra permite que o candidato altere dados cadastrais, cidade onde prefere fazer a prova e até mesmo a opção de prova de língua estrangeira – mas apenas enquanto as inscrições estiverem abertas.

Regras para pagamento da taxa de inscrição do Enem 2018


A taxa de inscrição do Enem 2018 precisa ser paga dentro do prazo informado no edital do exame.

Assim que finaliza a inscrição no site oficial do Enem, o candidato deve baixar a Guia de Recolhimento da União (GRU), imprimir o boleto e efetuar o pagamento – somente à vista – em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos correios.

A regra é bem clara: não haverá reembolso do valor pago em caso de desistência. A taxa também não poderá ser transferida para outra pessoa.
Regras para quem é menor de 18 anos e ainda não terminou o ensino médio

Quem tem menos de 18 anos, não vai terminar o ensino médio em 2018 e ainda assim vai fazer o Enem precisa ficar atento às regras: mesmo que tire uma super nota, o candidato nessas condições não poderá usar os resultados do exame para disputar vagas em universidades públicas ou particulares. Ele só participa para treinar e avaliar seus conhecimentos.

Ele precisa declarar, obrigatoriamente, que está ciente dessa condição no momento da inscrição.

Regras para quem precisa de atendimento especial


O Enem oferece atendimento especializado a todos os candidatos que precisarem. Mas tem uma regra a cumprir: é preciso fazer a solicitação no momento da inscrição e, em algumas condições, será necessário enviar documentação adicional que comprove a situação do participante, como laudos médicos.

O atendimento especializado é voltado a:


Pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual, surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo e discalculia Gestante, lactante, idoso, estudante em classe hospitalar e/ou pessoa com outra condição específica

Para esses casos, o Enem oferece: prova em Braille, tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), prova com letra ampliada, guia-intérprete para pessoa com surdocegueira, auxílio para leitura, transcrição, leitura labial, tempo adicional, sala de fácil acesso e mobiliário acessível.

As informações prestadas precisam ser verdadeiras. Caso se constate fraude, o candidato poderá responder por crime contra a fé pública e ser eliminado do Enem.

O andamento das solicitações pode ser acompanhado na Página do Participante do Enem. http://enem.inep.gov.br/participante

Regra para obtenção do cartão de confirmação da inscrição


Em meados de outubro de 2018 o MEC deverá liberar o acesso ao cartão de confirmação da inscrição.

Este documento é importantíssimo porque contém:


Número de inscrição do candidato
Local, data e hora de realização das provas
Prova de língua estrangeira escolhida
Se o candidato irá precisar de atendimento especializado

Aqui não é regra, mas apenas uma recomendação: leve o cartão com você no dia das provas. Isso pode ajudar bastante a resolver eventuais problemas.
Regra para apresentação de documento no dia da prova do Enem 2018

No dia as provas do Enem 2018 o candidato deve apresentar um documento de identificação oficial com foto e recente.

A regra permite que ele apresente um dos documentos a seguir:


Carteira de identidade (RG) – precisa ser expedida pela Secretarias de Segurança Pública, pela Forças Armadas, pela Polícia Militar ou pela Polícia Federal
Identidade oficial de estrangeiro – inclusive a de refugiado
Identidades profissionais oficiais
Carteira de Trabalho e Previdência Social (desde que tenha sido emitida após 27 de janeiro de 1997)
Certificado de Dispensa de Incorporação ou Certificado de Reservista
Passaporte
Carteira Nacional de Habilitação

O Enem não aceita documentos sem fotos ou não-oficiais, tais como certidões de nascimento, de casamento, título eleitoral ou carteira de estudante.

Quem tiver os documentos extraviados precisa apresentar boletim de ocorrência recente ou submeter-se à identificação especial, que envolve coletar assinatura do candidato em um formulário.

Regras mais importantes para fazer as provas


Anote algumas regrinhas fundamentais para quem vai fazer as provas do Enem 2018:

Use somente caneta esferográfica preta, fabricada em material transparente. Nenhum outro tipo será permitido.
Borrachas, réguas, calculadoras, etc. devem ficar em casa.
Livros e apostilas também.
Não se comunique com ninguém na sala além do fiscal.
Quem usar agendas eletrônicas, celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, gravadores, relógios, chaves, fones de ouvido, transmissores, gravadores, câmeras, etc. será desclassificado na hora.
Óculos escuros, chapéu e gorro também estão proibidos.

Os objetos proibidos devem ser guardados desligados num envelope lacrado fornecido pelo fiscal de sala.

Onde usar a nota do Enem 2018


Quem fizer o Enem 2018 poderá participar dos grandes processos seletivos de acesso ao ensino superior ou financiamento universitário no ano seguinte.

São três principais:


Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2019: Oferece vagas em universidades públicas de todo o país aos candidatos que fizeram o Enem 2018 e tiraram nota acima de zero na redação. A concorrência aqui é feroz!

Programa Universidade para Todos (ProUni) 2019: Concede bolsas parciais e integrais a alunos de baixa renda em faculdades particulares. Para isso é preciso ter feito o Enem 2018, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. Também será preciso se encaixar em certos critérios de renda e formação escolar.

Fundo de Financiamento Estudantil (FIES): A grande vantagem do FIES é poder financiar um curso superior a juros baixos e ainda pagar a dívida em vários anos. Para tentar uma vaga é preciso ter feito qualquer Enem a partir de 2010 com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. O FIES também tem critérios de renda.

O estudante que fizer o Enem 2018 também poderá entrar em faculdades particulares sem ter que passar pelo perrengue de um vestibular. Nessa modalidade, chamada ingresso direto, ele só precisa informar a nota obtida no exame e já garantir a matrícula caso tenha pontuação suficiente para isso.
Faculdades que aceitam o Enem 2018

Veja a seguir uma lista de instituições bem avaliadas pelo MEC onde você pode tentar vaga usando sua nota do Enem 2018, seja pelo ProUni, pelo FIES ou pelo ingresso direto:


  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  • Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)
  • Universidade de Franca (UNIFRAN)
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)
  • Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais


Acompanhe a divulgação do gabarito e resultado final do exame.


É necessário cadastrar seu e-mail abaixo para visualizar os arquivos!



Serviço


Aprovados ENEM 2017 – Aqui
Gabarito do ENEM 2017 Aqui
Resultado ENEM 2017 – Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog
SHARE

About Acessense

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário